Afetividade no espaço urbano e as transformações na percepção da cidade

Rua aberta na Doca de Souza Franco, 2018. Fonte: Acervo Laboratório da Cidade Este texto, apesar de informativo, é também autobiográfico, em certa medida. Percebo o quanto a pós-modernidade pode trazer excesso de informação sobre os locais, influenciando, assim, a identidade e o consequente afeto sobre a cidade. Posso contar os vários vazios e a … Continue lendo Afetividade no espaço urbano e as transformações na percepção da cidade

Como podemos planejar cidades que priorizem pedestres?

Avenida Paulista em fevereiro, 2018. por: Cidade Ativa. Cidades ativas são aquelas em que a população pode fazer escolhas mais saudáveis e sustentáveis. Para que isso seja possível, as cidades devem proporcionar acesso a espaços públicos e serviços de qualidade a todas as pessoas, garantindo que possam passear, descansar, brincar e se exercitar em praças, … Continue lendo Como podemos planejar cidades que priorizem pedestres?

Quando o noticiário nos furta o direito à cidade que desejamos

[...] as tipificações ao nível do senso comum [...] emergem na experiência cotidiana do mundo, como pressupostos [...] (SCHUTZ, 1979, p. 118) Foto: Hannah Maués, 2019. Está naturalizado e normalizado o uso das mídias para o consumo de informações. Faz parte do nosso dia a dia receber dezenas de links de portais de notícias pelo … Continue lendo Quando o noticiário nos furta o direito à cidade que desejamos

Oficina Cidades Desejáveis: “Edição Mão na Massa”

Oficina Cidades Desejáveis. Foto: Hannah Maués Nos dias 2, 3 e 4 de agosto, o Laboratório da Cidade (LdC) promoverá pela primeira vez a Oficina Cidades Desejáveis: “Edição Mão na Massa”. Nossa oficina busca renovar o olhar para espaços invisíveis, mas que fazem parte do nosso cotidiano. Como poderiam ser melhor utilizados? De que forma … Continue lendo Oficina Cidades Desejáveis: “Edição Mão na Massa”